Sobre o Projeto

Visão Geral do Projeto

O projeto é dirigido a adultos com deficiência, especificamente deficiência mental, extensível aos seus cuidadores. DSM 5 (2013) define a deficiência mental como perturbações do desenvolvimento neurológico que se iniciam na infância e se caracterizam por dificuldades mentais, bem como dificuldades em áreas conceptuais e práticas da vida. O objetivo do projeto é o desenvolvimento e melhoria das capacidades de gestão dos tempos livres das pessoas com deficiência mental e, adicionalmente, o desenvolvimento de um Toolkit (IO1), baseado em Instrumentos Educacionais (IO4), que será disponibilizado como um Recurso Educacional Aberto para profissionais, formadores, académicos e famílias, com material interativo e de suporte ao objetivo estabelecido. Diferentes pesquisas realizadas em vários países da Europa têm demonstrado que não existem materiais de apoio específicos para o desenvolvimento de competências de lazer nas pessoas com deficiência. Como resultado, a sua integração funcional na comunidade nem sempre é devidamente conseguida, as suas competências são significativamente reduzidas à medida que envelhecem e o seu estado emocional é afetado negativamente, necessitando de ajuda e apoio crescentes. Acresce que a inexistência formações estruturadas e gratuitas neste âmbito, bem como a privação de atividades recreativas em pessoas com deficiência, podem levar a comportamentos indesejados sobre si ou para com a comunidade. Na presente proposta, o comportamento social recreativo das pessoas com deficiência mental será redesenhado com recurso a questionários de investigação, no contexto do desenvolvimento de competências que promovam a sua interação e integração social. O objetivo de longo prazo é a disponibilização de material em formato eletrónico e facilmente acessível que ajude, efetivamente, as pessoas com deficiência a parar o ciclo que as está a afastar da sociedade. Esse ciclo é criado porque, embora existam estruturas gerais de educação e integração na comunidade, não há ênfase no ensino que promova o desenvolvimento de competências de lazer e, subsequentemente, a qualidade de vida em todos os contextos, dificultando uma inclusão social efetiva. Por exemplo, uma pessoa com uma deficiência mental tem dificuldades na realização de tarefas tão simples como a escolha e manutenção da sua roupa. Isto acontece porque são necessárias competências cognitivas complexas e combinadas, por exemplo, para organizar o guarda-roupa em roupas limpas e não limpas, para mudar de roupa por sazonalidade. Assim, embora a pessoa queira vestir-se de acordo com o resto da sociedade, nem sempre tem sucesso e dificultando a sua integração. Frustração e não integração semelhantes ocorrem noutras atividades em que a pessoa não conhece e/ou não consegue compreender por si própria as regras de comportamento e comunicação inerentes. Este programa inova pela disponibilização de um kit de instrumentos educativos e interativos de sensibilização e fácil utilização, permitindo a sua utilização alargada por todas as pessoas que percebem a importância do desenvolvimento destas competências pedagógicas e que estejam interessadas na sua utilização. O kit de ferramentas (IO1) será partilhado através do Portal de Aprendizagem do projeto (IO6), juntamente com os materiais e metodologias educativas que o compõem (IO4). O objetivo final é conseguir identificar as mudanças produzidas nos hábitos de lazer e a relação entre saúde mental e autoestima. O Portal constituirá um ponto de encontro para profissionais, académicos e cuidadores formais e informais, de partilha e discussão, através da secção de fórum, troca de ideias e experiencias da utilização das ferramentas educativas disponibilizadas. O Portal estará, também, disponível como um Recurso Educacional Aberto para os interessados. Finalmente, será produzido e promovido um relatório político (IO7) sobre o trabalho temático do projeto e o seu enquadramento nas novas estratégias de integração social da União Europeia e dos seus Estados Membros.